LTKKA Portugal

KENPO KARATE - ED PARKER'S KENPO - KENPO AMERICANO

Três nomes diferentes, pelo qual é conhecido e referenciado o conteúdo do Sistema Marcial criado pelo Grande Mestre Ed Parker. Mas o mais importante não são os nomes ou os rótulos mas sim a substância e neste caso não a podemos degustar, cheirar ou palpar, a não ser num sentido figurado, vê-la é possível, e extremamente importante, tanto para quem pela primeira vez toma contacto com o sistema como para quem o pratica. Mas o principal elo de ligação que podemos estabelecer é fazê-lo, praticá-lo, expressá-lo, SENTI-LO, através da energia que fluí dentro de cada um de nós, revelando-o numa mescla de movimentos lineares e circulares, suaves e tensos ocupando momentaneamente pedaços de espaços de um espaço vazio e tridimensional, criando formas de contínuo movimento.

O Kenpo é energia e informação, conhecimento sobre conceitos e princípios que aplicados revelam-se numa arte de carácter universal, focalizada para a autodefesa, explorando as funcionalidades naturais do corpo e canalizando-as para o conceito de auto protecção contra todas as possíveis agressões vindas de outros.

A sua aprendizagem inicial é estabelecida pela relação com o “alfabeto do movimento”, similar ao alfabeto das letras, começamos por aprender movimentos simples, movimentos básicos, a desenhá-los bem no espaço, tal e qual as letras, este é o nível estado primitivo, depois começamos a executar simples combinações de movimentos, pequenas palavras e aplicá-los em situações concretas, ou seja a partir de uma terminada acção há uma determinada reacção, e assim de forma gradual essas combinações de movimentos vão-se desenvolvendo para palavras mais complexas e frases, combinações de várias palavras com um determinado sentido, este é estado mecânico. Mais tarde essas frases estendem-se para textos mais complexos e elaborados dando lugar à auto expressão e auto criação na forma de manifestar toda a técnica que ao longo de anos foi trabalhada com base num programa técnico e se vinculou ao que é espontâneo, natural e intuitivo, este é o estado mais elevado, é aquele em que corpo, mente e espírito se tornam num só.


Após a morte do Mestre Ed. Parker, a IKKA, associação que representava o Kenpo Americano, o Ed. Parker`s Kenpo, deixou de ter o papel que desempenhara até aí, abrindo espaço a que outros mestres criassem outras associações.

A LTKKA emerge desse vazio deixado pela morte do Grande Mestre Ed. Parker e após mais de duas décadas de existência revela-se a associação do Kenpo Americano, com maior projecção, tanto dentro de solo Americano, como fora dele, contando com escolas que representam a sua associação, em vários Países europeus, nomeadamente em Espanha; Portugal; Irlanda; Dinamarca; Inglaterra; Holanda e mais recentemente em Itália, Chile, Austrália e Nova Zelândia, são países onde a associação se encontra representada.

Em Portugal a LTKKA dá os seus primeiros passos em 2001, através da filiação dos seus dois primeiros membros, Carlos Dias e Pedro Brandão, que foi o ponto de partida para a realidade de hoje. Até aqui um trabalho árduo foi feito, inicialmente a dois, mas mais tarde sozinho, e só uma enorme força de vontade, muita persistência e serenidade tornou realidade aquilo que antes era só uma intenção a que me propus. O caminho foi-se construindo passo a passo e mesmo ainda curto já se encontra marcado por diferentes momentos de referência, participações em campeonatos e seminários, nomeadamente em Madrid e em Dublin, organização de seminários e o evento de destaque que foi a organização do 1° Campeonato da LTKKA PORTUGAL, em 5 de Novembro de 2006, em Mafra, que contou com a participação de 84 atletas de diferentes escalões e categorias de Portugal e Espanha.

No caminho percorrido, tive o privilégio de conhecer várias pessoas que em diferentes fases foram fundamentais para tornar possível a realização deste projecto, “Mestre Adolfo Luelmo” e “Mestre Assis Camacho”, representantes da LTKKA Espanha. A Instituição Casa Do Povo de Mafra, pela pessoa do seu Presidente o Sr. Joaquim Bernardino que acolheu o projecto da Escola de Kenpo em Mafra, disponibilizando as instalações para a realização das aulas. O primeiro grupo de alunos, que em Outubro de 2003, tiveram a audácia de vir conhecer este novo sistema marcial e a confiança que depositaram na pessoa que se iniciava como instrutor, eles são o principal alicerce da Escola de Kenpo, tornando-os os mais responsáveis pelo futuro que está permanentemente a ser o presente.

Em Junho de 2008, nasceu a entidade que regula as Escolas de Kenpo de Mafra e Ericeira, a LTKKA - Associação Kenpo Ken Sun Li - Portugal.

É uma associação sem fins lucrativos, e que tem como objecto principal a prática do Kenpo como via de desenvolvimento pessoal, humano e social.


Sensei Carlos Dias